ZELLIGE: AZULEJO MARROQUINO É TENDÊNCIA

Zellige é um tipo de azulejo marroquino muito tradicional, e que agora revisitado é tendência: basta ver os inúmeros projetos que têm lançado mão de tais geometrias, estampando revistas de arquitetura e design de interiores no mundo todo.

Quem já visitou o Marrocos ou se interessa minimamente pela cultura islâmica vai saber sobre qual estética estou falando. Tratam-se de belos e intrincados desenhos geométricos, que cobrem fachadas de palácios e mesquitas.


Imagem via Hometeka


O islamismo não permite a representação de imagens figurativas, por isso, para impressionar e mostrar o apreço da cultura pela matemática e geometria, desde o século X artesãos criam e passam de geração em geração esse saber manual.


Como é feito


O azulejo Zellige genuíno é realizado em várias etapas manuais, e requer o trabalho de diversas pessoas para produzir tantas e variadas pecinhas que irão montar os desenhos dos mosaicos.

Inicialmente prepara-se uma argila cinza, que será moldada em telhas e colocadas em fornos à lenha. Depois, as telhas são novamente moldadas e recebem uma camada de esmalte para então serem cozidas novamente.

Imagem via Flickr


Algumas peças recebem desenhos que servirão de molde para o talho, realizado com um martelo especial. Com todos os elementos preparados, o padrão é criado por sarrafos (ripas de madeira) e as pecinhas são ali encaixadas. Depois removem-se os sarrafos e uniformiza-se a peça, com uma camada de pó de cimento e outra final, de argila. Aí é só esperar secar.

Os artesãos precisam entender de matemática, geometria, simetria e composição e precisam estudar bastante para se tornar um mestre zellige. São anos de treinamento para conseguir realizar os azulejos de forma perfeita.


Oriente contemporâneo

Ambiente Hermès no Salone del Mobile di Milano - Imagem via Casa Vogue


A verdade é que esse frisson em torno do Zellige começou no Salone del Mobile 2018 de Milão. A Hermès assinou uma instalação totalmente acabada com esse tipo de azulejo marroquino, porém de forma super contemporânea. So chic!


Sequência de imagens via Casa Vogue


A base é a mesma do Zellige tradicional. Porém, ao invés das geometrias evidentes dos mosaicos, foram trabalhados blocos de cores muito interessantes, como você vê na imagem.

Assim, os projetos atuais seguem essa linha, mas nada que tire o brilho das patterns inspiradas nos originais. Banheiros, cozinhas, varandas, espaços comerciais também - por que não? - podem ser revestidos pelo azulejos marroquinos.

A beleza desses azulejos está na imperfeição da sua superfície, irregular, com um toque rústico. Algumas pessoas acreditam que é possível substituir a ideia pelos ladrilhos hidráulicos. E você?


Alhambra

Imagem via Living Tours

Alhambra é um oásis do oriente no ocidente. A cidade espanhola que viveu um longo período sob domínio otomano é a referência viva do Zellig em terras ocidentais.

O nome Alhambra quer dizer paredes avermelhadas (em árabe, "qa'lat al-Hamra" significa Castelo Vermelho). Está localizada no topo da colina al-Sabika, na margem esquerda do rio Darro, a oeste da cidade de Granada.

Imagem via World Monuments Fund

Vale incluir a cidade no roteiro europeu na sua próxima viagem, que tal? ;)