FLORENÇA: ENTRE ARTE, ARQUITETURA E GASTRONOMIA

É a segunda vez que visito Florença - quem quiser se lembrar da primeira, tem um post super completo também aqui, onde conto histórias bacanas e curiosas sobre Brunelleschi e suas principais obras por aqui.

Dentre visitas guiadas e descobertas pessoais na cidade - continue lendo mais adiante para conferir sobre o Mercato Centrale, imperdível -, cada detalhe de Firenze merece ser explorado. Por isso, se preciso for, diminua o número de cidades no seu roteiro para aproveitar melhor essa obra prima a céu aberto.

Escolhi fazer um tour guiado oferecido pela @lumasieroguiadeflorenca. A guia tem um roteiro especial para amantes da arquitetura, passando pela Toscana, Milão e Bienal de Veneza: quero fazer já! Para conferir alguns trechos do que nos foi contado por ela, confira no destaque do stories do @fernandarubatino.


Casa de Dante


Uma das figuras ilustres de Florença, Dante Alighieri é considerado o mais importante poeta italiano, conhecido por configurar as bases da língua como a conhecemos hoje. Vários pontos da cidade celebram Dante, mas o principal deles é mesmo a casa onde o poeta viveu, atualmente um museu sobre a sua vida e um retrato sobre a vida de Firenze em seu tempo. Reza a lenda que e você encostar a mão na suas paredes, aprende a falar italiano! :)


Museu/Casa de Dante - Imagem via Visit Florence


Casa Torre



Na idade média o acesso a esse tipo de construção se dava através do segundo andar, por meio de uma escada colocada externamente à estrutura. Era uma forma de segurança das famílias na época.


Palazzo Vecchio


Situado na Piazza della Signoria, vizinho à Loggia dei Lanzi, Museo Gucci e Galleria degli Uffizi, o Palazzo Vecchio faz parte do centro do mundo político de Firenze desde o século XVI. Muitos eventos históricos também foram vividos e testemunhados por essas construções.

O Palazzo Vecchio é a sede da atual prefeitura de Florença e foi erguido entre o final do século XIII e o princípio do XIV. Suas feições atuais se devem às obras de restruturação e decoração que foram executadas no no século XVI.

A réplica de David, de Michelangelo (a original se encontra na Galleria dell'Accademia) está bem na frente do Palazzo e simboliza o poder da República fiorentina, em contraste com a tirania da dinastia Medici.


Loggia dei Lanzi


A belíssima Loggia dei Lanzi é uma pequena galeria de arte a céu aberto. Projetada por Orcagna em 1376, em estilo clássico renascentista. No destaque da imagem, a estátua de Perseo, com a cabeça da Medusa, ópera de Benvenuto Cellini (1554): um "aviso" para aqueles que se metiam contra os Medici. A Medusa representaria a república


Galleria degli Uffizi


Em uma palavra: visite, é imperdível! A galeria é situada num edifício cujo projeto é de Giorgio Vasari, construído entre 1560 e 1580 e abriga extraordinárias coleções de esculturas e pinturas da Idade Média à Idade Moderna. Nomes como Piero della Francesca, Fra Angelico, Botticelli, Leonardo, Raffaello, Michelangelo, Caravaggio e muitos outros responsáveis por obras primas absolutas estão ali.


MERCATO CENTRALE


O Mercado Central de Firenze é parada obrigatória inclusive para os italianos, que fazem questão de visitar o local, quando estão de passagem pela cidade. Ali você encontra inúmeros produtos típicos entre temperos, raízes, embutidos, queijos e vinhos. Mas é no segundo andar que você se depara com uma agradável surpresa...

Uma praça de alimentação gigante, com várias opções - de frutos do mar à famosa bisteca fiorentina, nossa eleita, para degustar com um bom vinho e descansar um pouco da intensa caminhada. O pico de movimento é de 12h às 15h: se querem uma sugestão, prefira outro horário pois o lugar fica lotado!


Com a vista do Rio Arno fica o convite para a próxima parada: Veneza!

Você pode conferir os detalhes dos nossos dias em Florença nos destaques dos stories! Muita arquitetura e design de interiores por lá ;)